);
Há muito tempo que não escrevo sobre elogios e reconhecimento. Podes encontrar aqui um artigo antigo.

Os elogios ajudam pouco quando educamos os nossos filhos por várias razões. Uma delas é que a utilização de elogios não fortalece a auto-estima (embora, eventualmente, possa fortalecer a auto-confiança).

A auto-estima é a capacidade de se gostar de si próprio, de se sentir bem consigo próprio independentemente do seu comportamento e das suas conquistas. Por outro lado, a auto-confiança é fortalecida quando sei fazer algo bem e me sinto bem numa situação específica. Acredito que uma das principais tarefas que temos como pais é ajudarmos os nossos filhos a desenvolver uma elevada auto-estima uma vez que essa funciona como um ”sistema imunitário” em situações desafiantes (divórcios, problemas na escola, com amigos, bullying etc.).

A segunda razão para a ineficácia dos elogios é que estes não ajudam a criança a aprender nada sobre o comportamento em si, e o porquê do mesmo. Principalmente crianças pequenas necessitam saber o que fizeram, porque funcionou, e porque é bom. Experimenta os seguintes passos para ajudares o teu filho a aprender sobre o comportamento dele e a desenvolver bem a sua auto-estima.

1. Utiliza linguagem pessoal. Inicia as frases com ”Vejo-te…”, ”Ouço-te…”, ”Reparo que…”… seguido de uma descrição. Ou utiliza incentivos como ”Conta-me mais sobre…” ”O que vais fazer com…”  Ou combina as duas formas.
Reparei que estavas a separar os legos por cores e depois fizeste torres de cores diferentes. Este é azul e este é vermelho. O que vais fazer agora?

2. Repara e dá feedback sobre esforço.
João, demorou muito tempo a fazer um castelo com os legos, mas estavas muito concentrado e esforçaste-te muito para acabar.

3. Incentiva a criança a falar.
As crianças aprendem mais quando falam sobre as suas experiências, as suas explorações e criações. ”Ah, o que é isso que criaste com os rolos?” ”Este desenho tem muitas cores, queres-me contar o que é?”

4. Presta atenção aos detalhes. 
Quando olhas para um desenho que o teu filho fez, ou uma criação qualquer, repara nas coisas pequenas. As linhas, formas, cores, texturas… ”Olha aqui tem muitas cores no mesmo sítio, azul, vermelho, verde, amarelo… mas aqui só utilizaste uma cor, o azul, e aqui as cores são mais fortes do que daquele lado.”

5. Diz obrigado! 
Quando a criança te ajuda, Agradece e explica porque estás a agradecer. ”Obrigada por pores a mesa, assim consegui acabar o jantar mais rápido.”

6. Dá feedback ”não-verbal”. Quando a criança desce o escorrega, sorri e diz adeus. Quando está a fazer os trabalhos de casa, faz uma festa nas costas.

7. Repara em progressos. Quando a criança consegue fazer algo sozinha quando antes necessitava de ajuda, dá feedback. ”Olha, ontem precisaste da minha ajuda para apertar os sapatos, mas hoje já conseguiste sozinho.”

E então, o que te parece, faz sentido procurar utilizar mais reconhecimento do que elogios?

X